A Bacia do México

Este estudo de referência faz parte da série UNU Studies on Critical Environmental Regions. A Bacia do México exemplifica um ambiente em perigo bem no seu caminho para a criticidade. No comando deste curso perigoso está a Cidade do México, aquela megalópole maciça em que concentrações dramáticas de todos os tipos se uniram para tornar um ambiente já precário, supremamente capaz de conter e representar uma ameaça imediata e de longo prazo para o uso humano, saúde e bem estar. O ritmo extraordinário das mudanças ambientais já está esgotando os recursos naturais da região e além e pode estar sobrecarregando o meio ambiente local, bem como as capacidades institucionais e sociais de enfrentamento.

Uma tendência cada vez maior de inibir a degradação ambiental em curso, alistando recursos importados e aguardando soluções tecnológicas, pode muito bem ter o efeito de aumentar o risco geral. Ao mesmo tempo, porém, a perspectiva de reverter a trajetória em direção à criticidade não está totalmente fora de questão e pode estar em andamento em áreas específicas. Ezcurra e seus colegas vêem corretamente a região como um laboratório empenhado em testar muitos dos processos em andamento nas regiões menos desenvolvidas do mundo. O resultado desta experiência pode sinalizar o destino de outras megacidades em todo o mundo.

Detalhes do livro

  • 216 páginas
  • 1 de setembro de 1999
  • Brochura ISBN: 9789280810219

sobre os autores

et al.

Exequiel Ezcurra

  • Ambiente
  • Assuntos Internacionais
  • Problemas sociais