Metropolítica de Chicago: uma agenda regional para membros do Congresso dos EUA

Em 1996, a Fundação MacArthur divulgou um relatório intitulado Chicago Regional Report preparado pelo Metropolitan Area Program (MAP), que mostrava padrões de estresse fiscal e social comuns entre diferentes sub-regiões na área metropolitana de Chicago. Esses mapas eram uma apresentação gráfica do fato de que Chicago e muitos de seus subúrbios têm mais em comum e mais necessidade de uma solução comum para aliviar seus problemas do que os formuladores de políticas poderiam ter pensado anteriormente.


Metropolítica de Chicago: Uma Agenda Regional para Membros do Congresso dos EUA se baseia no estudo anterior do MAP, descrevendo essas tendências econômicas e sociais em termos de distritos congressionais. As informações adicionais revelam quem representa as comunidades mais estressadas e quem representa as jurisdições que poderiam contribuir mais para uma área metropolitana forte, fornecendo assim um catalisador para a construção de coalizões. Ele descreve opções de políticas claras para os membros que buscam fortalecer Chicagoland - para o benefício de todos os residentes da região. Embora esses mapas apontem claramente os vencedores e perdedores do atual desequilíbrio que as políticas federal e estadual criaram, é importante destacar que Chicago é, de modo geral, uma região em crise. Além dos cálculos de curto prazo de ganhos ou perdas políticas, todos os membros da delegação da área, e todos os seus constituintes, têm interesse em resolver essa crise.