Quatro crises e um processo de paz

Índia e Paquistão, vizinhos e rivais nucleares, travaram a última das três grandes guerras em 1971. Longe de ser pacífico, entretanto, o período desde então foi uma longa crise, pontuada por períodos de paz. A questão da Caxemira, há muito disputada, continua a ser causa e consequência da hostilidade Índia-Paquistão. Quatro Crises e um Processo de Paz concentra-se em quatro conflitos contidos no subcontinente: a Crise Brasstacks de 1986-1987, a Crise Composto de 1990, o Conflito de Kargil de 1999 e o Confronto de Fronteira de 2001-2002. Os autores P.R. Chari, Pervaiz Iqbal Cheema e o colega sênior da Brookings, Stephen P. Cohen, explicam as causas subjacentes dessas crises, suas consequências, as lições que podem ser aprendidas e o papel americano em cada uma delas. As quatro crises são notáveis ​​porque qualquer uma delas poderia ter escalado para um conflito em grande escala, ou mesmo uma guerra total, e três ocorreram depois que a Índia e o Paquistão se tornaram nucleares. Em busca de tendências mais amplas de paz e conflito na região, os autores consideram esses incidentes como casos de tentativa de resolução de conflito, como casos de guerra limitada por nações com armas nucleares e como exemplos de intervenção e engajamento dos Estados Unidos e da China. Eles analisam as reações da mídia indiana, paquistanesa e internacional e avaliam os processos de tomada de decisão dos dois países. Fo Ur Crises e um Processo de Paz e x explica como essas crises afetaram a política regional e internacional e avalia as perspectivas de uma paz duradoura no Sul da Ásia.

Detalhes do livro

  • 252 páginas
  • Brookings Institution Press, 26 de novembro de 2007
  • Brochura ISBN: 9780815713838
  • ISBN de capa dura: 9780815713845
  • Ebook ISBN: 9780815713869

sobre os autores

P.R. Chari é professor pesquisador do Instituto de Estudos sobre Paz e Conflitos em Nova Delhi. Seus livros incluem Segurança e governança no sul da Ásia (Manohar, 2001). Pervaiz Iqbal Cheema é presidente do Instituto de Pesquisa de Políticas de Islamabad. Suas publicações incluem As Forças Armadas do Paquistão (Allen e Unwin, 2002). Stephen P. Cohen é pesquisador sênior em Estudos de Política Externa na Brookings Institution. Seus livros anteriores incluem A ideia do Paquistão (Brookings, 2004) e Índia: potência emergente (Brookings, 2001) e O Exército Indiano: sua contribuição para o desenvolvimento de uma nação (Oxford University Press, 2001).

  • Ásia e Pacífico
  • Governança Global e Política
  • Índia
  • Assuntos Internacionais
  • Caxemira
  • Paquistão
  • sul da Asia
  • Política Externa dos EUA