Da escola ao tribunal

Da corrida ao discurso, da religião ao financiamento escolar, da disciplina à educação especial, poucos aspectos da política educacional escaparam do tribunal nos últimos cinquenta anos. Previsivelmente, muita controvérsia se seguiu. Os defensores dos litígios educacionais afirmam que os tribunais são essenciais para garantir os direitos dos alunos (e civis), enquanto os críticos insistem que os tribunais distorcem a política e que a mera ameaça de litígios mina a autoridade dos professores e administradores.

Da escola ao tribunal reúne especialistas em direito, ciência política e política educacional para testar essas afirmações. Shep Melnick (Boston College) e James Ryan (Escola de Direito da Universidade da Virgínia) extrair lições dos esforços judiciais para promover a dessegregação escolar e os direitos civis. Martha Derthick (Universidade da Virgínia), John Dinan (Wake Forest University), e Michael Heise (Cornell Law School) discute litígios sobre testes de alto risco e finanças escolares na era de No Child Left Behind. Richard Arum (Universidade de Nova York), Samuel R. Bagenstos (Washington University Law School), e Frederick M. Hess (American Enterprise Institute) analisa as consequências das decisões judiciais para a disciplina escolar, educação especial e gestão distrital. Finalmente, editores Joshua Dunn e Martin R. West sondar a relação confusa entre liberdade religiosa, discurso do aluno e escolha da escola.

Detalhes do livro

  • 275 páginas
  • Brookings Institution Press, 4 de agosto de 2009
  • Brochura ISBN: 9780815703075
  • Ebook ISBN: 9780815703839

Sobre os Editores

Joshua Dunn é professor assistente de ciência política na University of Colorado – Colorado Springs e autor de Justiça Complexa: O Caso de Missouri v. Jenkins (University of North Carolina Press, 2008). Martin R.West é professor assistente de educação, ciência política e políticas públicas na Brown University e editor executivo da Próxima Educação .Com Paul E. Peterson, ele editou Ensaios de dinheiro escolar (Brookings, 2006) e Nenhuma criança Deixada atrás? (Brookings, 2003).



  • Educação
  • Política Regulatória