Ibrahim al Asiri: o 'gênio' fabricante de bombas da Al Qaeda

Os poucos detalhes divulgados até agora sobre o último complô sugerem que a bomba foi feita por um saudita chamado Ibrahim al Asiri. Especialistas norte-americanos que examinaram suas criações anteriores o caracterizam como um gênio na miniaturização de bombas. Asiri é o fabricante de bombas para a Al Qaeda na Península Arábica (AQAP), a franquia jihadista sediada no Iêmen. Asiri construiu a bomba com a qual Umar Farouk Abdulmutallab, um nigeriano, tentou explodir o voo 253 da Northwest Airlines no dia de Natal de 2009, enquanto descia do sul de Ontário para Detroit. Abdulmutallab foi instruído a escolher qualquer destino americano, a data e o vôo que queria pelo então chefe das operações da AQAP, Anwar al-Awlaki, o terrorista nascido no Novo México morto em um ataque de drones no ano passado. Este novo bombardeiro aparentemente recebeu instruções semelhantes do sucessor de Awlaki, Fahd al Quso, que foi morto em um ataque de drones no domingo passado.

Asiri também construiu os pacotes-bomba que a AQAP despachou para Chicago na véspera de nossas eleições em 2010 para tentar explodir os aviões da UPS e do Fed Ex que foram encontrados em Dubai e na Inglaterra, graças a uma dica da inteligência saudita. A AQAP afirma que um pacote-bomba semelhante foi responsável pela explosão de uma aeronave de entrega da UPS em Abu Dhabi em 3 de setembro de 2010. A Al Qaeda disse publicamente que essas bombas custavam menos de US $ 4.200 para serem fabricadas e eram um produto da oficina de Asiri no Iêmen. E Ibrahim construiu a bomba que seu irmão Abdullah usou em sua tentativa fracassada de assassinar o chefe contraterrorismo da Arábia Saudita, Príncipe Muhammad bin Nayef, em agosto de 2009.

o que Hillary fará se perder a eleição

Leia o artigo completo em dailybeast.com