Dez inovações que podem mudar o mundo

O MIT Technology Review lançou sua lista de 10 tecnologias inovadoras para 2017. Os editores escolheram tecnologias que vão desde avanços em tratamentos genéticos ou tecnologia de IA aprimorada. Alguns podem ter efeitos imediatos no mundo hoje, enquanto outros levarão mais tempo para causar um impacto. As listas anteriores incluem energia eólica e solar inteligentes, baterias líquidas, streaming em nuvem e supergrids. A lista de 2017 não decepciona.

conselho de direitos humanos da ONU na china

Revertendo a paralisia

Os pesquisadores começaram a usar a tecnologia de leitura do cérebro, permitindo que as pessoas com paralisia movam os membros novamente. Um implante eletrônico no cérebro se conecta a estimuladores elétricos localizados no corpo para criar um desvio neural. Não apenas para paralisia, essa tecnologia também está sendo testada com outras doenças. Embora o progresso seja lento, esses avanços permitiriam que os pacientes recuperassem o controle de seus corpos.

Caminhões autônomos

Os computadores podem dirigir melhor do que os humanos? Estamos prestes a descobrir com o advento dos caminhões autônomos. Caminhões sem motorista podem reduzir a resistência do vento e economizar combustível, coordenando movimentos juntos em longas distâncias, e podem permitir que os motoristas concluam as rotas mais rapidamente dirigindo parte da rota. A tecnologia para esses veículos inclui um sistema LIDAR, que monitora o espaço viário ao redor. Os caminhões que se dirigem sozinhos também resolvem a falta de trabalhadores na indústria de caminhões dos EUA. No futuro, espere ver uma rede de transporte mais automatizada com veículos sem motorista liderando o caminho.



Pagando com a Sua Cara

Uma grande câmera tira uma foto de seu rosto; agora você tem acesso a todo o edifício. Em vez de cartões-chave, a tecnologia de leitura facial poderia transformar segurança, viagens e muitos outros setores. Na China, as transações financeiras seguras agora utilizam tecnologia de reconhecimento facial. A nova tecnologia de reconhecimento facial usa inteligência artificial para identificar uma pessoa por meio de várias características faciais. Esta tecnologia remove algum anonimato e alguns podem ver isso como uma invasão de privacidade.

Computadores quânticos práticos

Imagine um computador que pudesse reescrever criptografias ou acelerar a pesquisa farmacêutica. Esse sonho está perto de se concretizar com os novos computadores quânticos que têm mais qubits, as unidades básicas de informação quântica. Qubits requerem condições ideais para funcionar corretamente, mas a nova tecnologia reduz a capacidade computacional necessária para corrigir erros causados ​​por distúrbios físicos. Em poucos anos, os computadores quânticos poderão estar no mercado comercial para uso de qualquer pessoa. Em menos de dez anos, poderíamos ter computadores quânticos que calculassem equações difíceis de entender agora.

Selfie 360 ​​graus

Qualquer pessoa pode comprar uma câmera de 360 ​​graus hoje e fazer um vídeo com ela. O formato de 360 ​​graus pode se tornar o novo normal para imagens de notícias, ajudando os espectadores a visualizar eventos e histórias. A tecnologia é possível por causa dos chips eficientes em termos de energia, usados ​​inicialmente em smartphones, que permitem que os aparelhos gerem mais potência e calor. Como essas câmeras não têm visores e telas, elas se conectam a aplicativos sem fio e tornam possível a transmissão ao vivo de imagens em 360 graus. Com essa tecnologia, sempre podemos ver em 360 graus.

Células Solares Quentes

Os painéis solares hoje são mais eficientes do que seus antecessores, mas ainda absorvem apenas uma fração da luz solar. A célula solar quente resolve esse problema, convertendo a luz do sol em calor e de volta à luz. Nessa abordagem, um absorvedor-emissor absorve luz, converte-a em calor e canaliza-a para células solares. Este sistema pode até permitir que a energia seja armazenada para uso posterior. No futuro, este sistema pode fornecer energia contínua, mesmo quando o sol não está brilhando, uma melhoria nos painéis solares de hoje.

qual delas é verdade sobre os EUA. economia no início do século 21?

Terapia Genética 2.0

É possível entregar genes saudáveis ​​a pacientes que precisam deles? As terapias gênicas para doenças hereditárias já estão no mercado na Europa e podem chegar em breve aos EUA. O sucesso dessas terapias gênicas aumentou quando os pesquisadores começaram a usar vírus que são mais eficientes no transporte de novos materiais genéticos. A terapia gênica pode até mesmo tratar doenças que envolvem vários genes. O tratamento com terapia gênica pode parecer raro agora, mas se tornará mais comum no futuro próximo.

The Cell Atlas

The Cell Atlas é um projeto ambicioso da biologia de mapear individualmente cada uma das 37,2 trilhões de células do corpo humano. Para conseguir isso, grupos internacionais de cientistas têm atribuído assinaturas moleculares a cada célula e códigos postais a cada tipo de célula. Os pesquisadores estão usando três técnicas diferentes para categorizar as células. O primeiro envolve quebrar células abertas para estudá-los, o segundo usa máquinas de sequenciamento para decodificar células e o terceiro envolve rotular cada tipo de célula com códigos postais específicos com base no órgão ou tecido. O futuro do mapeamento pode muito bem ser o corpo humano.

Botnets de coisas

Botnets são sistemas centralizados que obtêm controle de dispositivos conectados à Internet para lançar ataques cibernéticos. Embora já existam há pelo menos uma década, o problema está piorando com tantos dispositivos que têm poucas ou nenhuma medida de segurança cibernética. Os botnets podem escapar dos filtros de spam, criar cliques fraudulentos e lançar ataques de negação de serviço. Uma vez que um botnet é localizado, seu centro de comando e controle pode ser atacado e tornar-se ineficaz. Nos próximos anos, as tendências do botnet favorecem o invasor e mais ataques de botnet virão para os usuários da Internet.

Aprendizagem por Reforço

A prática leva à perfeição, mesmo para robôs. O aprendizado por reforço pode permitir que a inteligência artificial resolva problemas que nunca viu antes. O conceito funciona com uma grande rede neural, treinada para reconhecer padrões em dados. O computador aprende quais dados são certos e quais são errados e se aprimora continuamente. Um computador com essa tecnologia derrotou um dos melhores jogadores do mundo no jogo Go. O aprendizado por reforço pode estar avançando em direção aos seus testes mais importantes no futuro próximo, com seu uso em carros autônomos e outras tecnologias.